Fiéis da Igreja Universal foram atropelados no incidente de Finsbury Park?

De acordo com o que foi noticiado pelas mídias mundo a fora, um homem dirigindo uma van branca (aparentemente estava bêbado) atropelou alguns fiéis que acabavam de sair de uma mesquita em Finsbury Park, em Londres. O acidente teria ocorrido na madrugada de segunda-feira (19/06) por volta de 00:15.

O que foi noticiado:

Que um grupo de pessoas se encontrava do lado de fora da mesquita quando o acidente ocorreu.

O que não te contaram:

O local onde ocorreu o incidente fica em frente a Igreja Universal do Reino de Deus e não de uma mesquita muçulmana.

Clique aqui para ver a Igreja Universal bem de frente da rua onde ocorreu o incidente

A própria Folha confirma esta mesma versão, errando apenas na data. Veja a reportagem da folha e outras fotos da fotógrafa Cynthia Vanzella, residente em Londres e que trabalha para a Folha.

Contradições

De acordo com algumas pessoas que dizem ter presenciado o incidente, a policia levou pelo menos meia hora para chegar no local. Já a versão da policia diz que recebeu a primeira chamda as 00:21, chegando 10 minutos depois.

Mas somente as 00:55 (35 minutos mais tarde) que a policia publicou na sua conta no Twitter o incidente. E as 00:57 London Ambulance menciona o incidente.

A brasileira que trabalha para a Folha e para a afiliada da Rede Globo/RBS, Cynthia Vanzella, confirma a versão da policia e desmente a versão das testemunhas do acidente, postando um twitter as 00:35 do dia 19/06, poucos minutos após o incidente.

Algumas coisas não se encaixam

O relato foi de que a van vinha em alta velocidade na faixa exclusiva para ônibus e fez uma curva brusca à esquerda, atingindo as pessoas que ali estavam, passando entre outros dois carros e derrubando um ferro de proteção, conhecido como “bollard” em inglês. Conforme imagem abaixo:

Conforme esta imagem do Google Earth (clique aqui), a van teria que vir em linha reta, saindo de dentro do templo da universal, passando entre dois carros para bater na barra de proteção. Reparem que há uma lixeira e postes de sinalização que dificultaria fazer uma curva acentuada

Agora vejam esta imagem de um ônibus que bateu numa barra de proteção


http://www.itv.com/news/london/story/2013-10-30/six-injured-as-bus-hit-bollards/

Agora eu pergunto, como foi possível esta van derrubar uma barra destas (clique aqui) sem causar estragos no veículo?

One man is known to be dead and several inured after a hired van was driven in to people outside a Somalian Restaurant on Whadcoat Street in Finsbury Park in North London . Finsbury Park attack, London, UK – 19 Jun 2017 (Rex Features via AP Images)

Outra coincidência ou é pura numerologia?

Como já demonstrei em outro artigo, parece que os números que aparecem nas placas dos carros utilizados nestes eventos foram escolhidos a dedo e que tem por objetivo indicar o número 33.

Ordo ab chao. O medo está sendo criado na população.

A farsa do atentado na London Bridge fica difícil de se sustentar

Recebi um vídeo de um amigo pelo Whatsapp sobre o atentado na London Bridge.

Ao que tudo parece se trata de um circuito fechado das câmeras naquela região próxima ao mercado, onde os terroristas foram abatidos pelos policiais.

Fiz uma procura através de imagens no google maps, mas não me foi possível localizar nenhuma cctv que pudesse permitir este ângulo das imagens. Depois irei no local pessoalmente para conferir.

Veja o vídeo onde supostamente os policiais matam os terroristas.

O que eu percebí:

– As imagens seguem sempre o mesmo padrão, pouco nítidas e de um ângulo de cima para baixo. Devido a isso a pessoa que assiste e faz a filmagem, via celular, do monitor, tem que ficar relatando o que os “terroristas” levam; estes disseram que ele levava uma faca e depois narram o que os terroristas vão fazer ou estão fazendo.

– Aos 10 segundos aparece uma “pessoa civil” no mercado e as pessoas que gravam a cena acabam antecipando os fatos, dizendo que os terroristas atacam ele, quando na verdade não tinha atacado ainda.

– Pessoas saem do fundo da rua correndo em direção aos terroristas. Numa situação real eles iriam corre em direção oposta, fugindo dos terroristas.

– Dois policiais fortemente armados recuam dos terroristas armados com faca, ao ponto dos dois cairem no chão.

– Não foi possível vizualizar os disparos, por isso quem filmou teve que ficar narrando o momento dos tiros.

– No final do vídeo, depois que os 3 terroristas foram mortos, pude ver que duas pessoas se aproximavam e parece que foram estas pessoas que tiraram foto do terrorista que usava calça camuflada. Parece que uma delas inclusive orienta o policial a mover para um lado. Talvez procurando um melhor ãngulo para a foto.

Outro problema que encontrei que não coincide com as imagens da CCTV

– De acordo com as novas imagens disponibilizadas daquela rua onde os terroristas foram mortos, havia mesas e cadeiras em ambos lados da rua.

– As imagens da CCTV no entanto nos mostrou outro cenário completamente diferente.

O que a derrubada da Dilma tem em comum com os atentados em Londres?

Em 2014 escrevi o artigo Qual seria o real motivo da maçonaria estar manifestando contra o governo Dilma? Naquela época eu questionava o porquê da maçonaria, uma sociedade secreta, de pouco barulho, onde seus membros/irmãos se reúnem na calada da noite, ter deixado de lado os seus rituais, para irem se manifestar, fazer barulho em plena luz do dia.

Como agora sabemos, a maçonaria não estava manifestando para pedir o fim da corrupção. Tampouco estavam os patinhos da FIESP. Eles estavam ali para cumprir um programa, cumprir uma agenda. Mas que agenda seria essa?

Os maçons, principalmentes os que foram para as ruas se manifestarem, estavam cumprindo uma agenda internacional. O que faz todo o sentido, já que a maçonaria é uma sociedade estrangeira atuando dentro do Brasil. Espionando e interferindo nas nossas relações sociais e políticas e na nossa economia.

Vai ser muito difícil ver novamente os maçons saindo às ruas em plena luz do dia pedindo o fim da corrupção. Porque na realidade, agora ficou muito claro, a corrupção sempre foi praticada por seus irmãos, não de sangue mas de pacto.

E o que isso tem a ver com os atentados de Londres?

Estou quase lá. Desde que o maçônico Aécio Neves perdeu as eleições presidenciais para a presidenta Dilma Rousseff, eles intensificaram seus planos de “Ordo ab Chao”, que consiste em criar o caos na população, para depois oferecer uma solução, colocar o caos em ordem. Solução esta de interesse apenas deles, especialmente dos maçons estrangeiros.

Pois bem, estes conflitos internacionais que presenciamos nos últimos anos, especialmente os que envolvem países como os EUA e a União Europeia, são situações de caos criadas por estes países, para depois estaberecem uma nova ordem. Como o irmão pactante desta seita ultra secreta perdeu as eleições, então criou-se o caos no Brasil e depois foi colocado outro irmão pactante, Michel Temer. E ai tudo ficaria em ordem para eles.

Já escrevi sobre outros atentados antes (veja aqui). Mas desta vez quero demonstrar algumas coisas que o leitor desatento (que prefiro dizer: o leitor que não despertou ainda) pode achar um absurdo ou de que se trate de uma conspiração.

A maçonaria, assim como outras seitas secretas, se comunicam na nossa sociedade através de simbolismos ou códigos e usam também a numerologia. Todo maçon tem um número e este número representa um (de)grau. Numa escala que vai de 1 à 33.

Em grandes eventos internacionais, os controladores do nosso mundo precisam passar a mensagem de que um evento de caos está sendo criado, para que eles possam propor uma nova ordem.

Para fazer a decodificação das fotos abaixo, foi utilizado uma calculadora de numerologia, que pode ser baixada aqui.

 

Sobre a L-asparaginase e o que a Globo nunca irá te contar

Fui marcado numa postagem no grupo A Cura do Cancer com o professor Gilberto, por um participante deste grupo, Paulo Machado, que é tambem um ativo lutador pela liberação da fosfoetanolamina sintética no Brasil.

O tema da postagem dele foi sobre uma “reportagem” do Fantástico que tratava sobre a compra do medicamento L-asparaginase de um fornecedor da China.

Como costumo sempre alertar, a Globo é uma vitrine de exposições e panfletagem. Expõem ali quem puder pagar mais. E esta vitrine publicitária nunca está voltada para os reais interesses do povo e sim voltada para os interesses comerciais apenas.

Informe publicitario da Globo em 14/01/2017 envolvendo a L-asparaginase

E esta foi a minha resposta ao companheiro do grupo e que depois de algumas horas recebi uma contra-resposta por parte dele:

Pois bem, liguei o meu alerta vermelho e parti para as minhas pesquisas. E encontrei algumas coisas bem interessantes.

O que a Globo nao mostrou é que o produto (L-asparaginase) havia sido descontinuado pelo fabricante da marca Elspar (Merck Sharp & Dome – MSD) e que era importado pela empresa argentina Bagó, cujo Diretor Presidente no Brasil é o equatoriano Fernando Loaiza e o Diretor comercial Carlos Carvalho. O Elspar passou a ser então fabricado pelo laboratório OSO Biopharmaceutical e a importação para o Brasil continuou sendo feita pela empresa Bagó.

Suspensão do fornecimento

Em 2012 houve a suspensão do fornecimento do medicamento Elspar fornecido pela OSO, pondo em risco a saúde de várias crianças do mundo inteiro, inclusive do Brasil. Além dos pacientes adultos.

Novamente a Bagó entra em ação

Para não interromper a continuidade do tratamento dos pacientes diagnosticados com linfoma linfoblástico ou com Leucemia Linfoblástica Aguda (LLA), foi adquirido para um período de 2 anos (2013-2014), ainda que sem registro na Anvisa, a L-asparaginase da marca Aginasa, produzida pela Medac da Alemanha.

E advinhem qual era a empresa representante desta marca no Brasil? Claro, a Bagó. A aquisição feita com esta empresa em outubro de 2014 garantiu o fornecimento do medicamento até janeiro de 2017.

2016 foi onde a Bagó caiu do cavalo

Em abril de 2016 iniciou um Processo Eletrônico de Compra (PEC) para aquisição da L-asparaginase e veja o que sucedeu:

Todo o texto pode ser lido aqui e se trata de uma nota informativa envolvendo a compra da L-asparaginase.

Se a Globo fosse uma empresa jornalística de verdade e não apenas uma vitrine publicitária, teria informado aos seus telespectadores sobre a verdade dos fatos. Mas para a Globo o que menos importa é a verdade ou a saúde do povo brasileiro e sim os seus interesses comerciais.

Foi noticiado que a Fiocruz passaria a produzir a L-asparaginase a partir de 2015, mas o que será que deu errado? Será que o preço baixo não compensou a fabricação própria? E o dinheiro gasto na parceria público-privada, vai voltar aos cofres públicos?

Segundo o que foi noticiado no site Ucho.info em 18/01/2017 tudo indica que fomos lesados, vejamos:

O problema em relação à L-asparaginase está no baixo valor de comercialização do medicamento e a pequena demanda. Mesmo assim, o medicamento é essencial para milhares de crianças brasileiras que sofrem de Leucemia Linfoblástica Aguda. Segundo a médica Carmem Vergueiro, presidente da Associação da Medula Óssea no Estado de São Paulo, “o medicamento tornou-se barato e, com demanda restrita, imaginamos, não lucrativo para a produção industrial”.

A importação é, hoje, a única solução imediata para o problema. “A perspectiva é sombria: não temos droga similar no mercado nacional. Segundo informações informais da indústria farmacêutica, a produção do medicamento no país levaria em torno de dois anos”, completou a médica.

Ministério da Saúde esclarece sobre troca de laboratório de remédio para Leucemia

A pergunta que muitos devem estar fazendo agora é se a China tem competência para desenvolver pesquisas sobre L-asparaginase

O que pouca gente sabe, e a Globo não tem o interesse comercial de mostrar a verdade aos seus telespectadores, é que quase todos os estudos sobre a L-asparaginase têm pesquisadores chineses envolvidos nas pesquisas. Portanto os chineses são autoridades neste assunto. Conforme se pode ver nas imagens abaixo:

Bibliografia:

http://g1.globo.com/fantastico/noticia/2017/04/farmaceutica-levanta-novas-duvidas-sobre-remedio-para-cancer-infantil.html

http://g1.globo.com/ciencia-e-saude/informe-publicitario-tempo-de-saude/platb/

https://online.epocrates.com/drugs/479806/Elspar/Manufacturer-Pricing

https://www.smerp.com.br/anvisa/?ac=prodSimilar&anvisaId=106460127

http://www.prsp.mpf.gov.br/sala-de-imprensa/pdfs-das-noticias/Recomendacao%20ANVISA.pdf

http://www.sincofarmamg.org.br/noticias/situacao-do-medicamento-elspar,-produzido-pela-bago-farmaceutica

http://portalarquivos.saude.gov.br/images/pdf/2017/marco/07/Nota%20Informativa%20Conjunta%2001-2017%20DAF-DAET.pdf

http://ucho.info/escandalo-envolvendo-a-compra-de-medicamento-contra-um-tipo-de-cancer-deve-chacoalhar-o-governo

http://u.saude.gov.br/index.php/cidadao/principal/agencia-saude/27916-ministerio-da-saude-esclarece-sobre-troca-de-laboratorio-de-remedio-para-leucemia

http://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1002/hon.765/full

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3734195/

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/22185211

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3957617/

https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/25738356

A carne não é fraca, o desejo por mais lucro é que é forte


Não é que a nossa carne seja fraca é o apetite pelo lucro que é demasiadamente forte. Todo capitalista é essencialmente um egoísta, pois o desejo desenfreado pelo lucro faz com que ele sempre passe por cima das dignidades humanas, inclusive que despreze a vida dos outros seres, plantas, animais e própria a vida humana.

O episódio “recente” envolvendo os frigoríficos brasileiros é uma prática comum e recorrente dentro do sistema capitalista. E que para muitos revelou-se como uma guerra de mercados. Como podemos ver nesta matéria, a JBS vinha subindo na bolsa de valores e isso com certeza passou a incomodar outros produtores de carne. E um boicote aos produtos nacionais é tudo o que querem as indústrias estrangeiras.

Outra pessoa que fez o alerta foi Leonardo Stoppa, com este vídeo aqui. E devemos ficar atentos pois o interesse dos capitalistas estrangeiros é comprar carne in natura para depois vender como sendo a sua carne industrializada.

E para finalizar este texto gostaria de chamar a atenção dos leitores para algo muito comum em alguns países da europoa e que eu imagino que seja comum também nos Estados Unidos. Aqui quando um brasileiro vai fazer o seu churrasco de fim de semana, ele costuma ir, na maioria das vezes, em açougues brasileiros, mas ele faz isso não é porque a carne brasileira seja mais barata, na verdade pagamos mais caro pela nossa carne, mas preferimos açougues brasileiros porque o sabor da carne é melhor, além de que o nosso corte é diferenciado.

Por isso, não pensem vocês que uma carne industrializada estrangeira seja melhor que uma carne industrializada brasileira. Afinal de contas, as leis do capitalismos valem para todos os países que adotam este sistema. O lucro exagerado deste sistema é o que mata, o veneno e o papelão são apenas meras consequências.

A população carente, com a ajuda do prefeito João Doria, vão aumentar o lucro das farmacêuticas

joao-doria-farmaceuticas
Muito se tem falado sobre as “doações” que as farmacêuticas darão para o prefeito João Doria (PSDB-SP). Inclusive essa publicidade saiu exaustivamente nas mídias globo, estadão e foi-se espalhando por outras. E lembre-se: se foi propagandeado na globo, é porque deve ser muito mal para o Brasil. Ou se preferir no linguajar mais antigo: quando a esmola é demais, até o santo desconfia.

Peneirando um pouco essa areia encontramos o ouro de tolo

Assim começa a publicidade na nossa grande (e imunda) mídia:

farmaceuticas-doria-01

Até aqui tudo bem, parece um grande gesto de altruísmo das farmacêuticas, não é mesmo? Empresas privadas ajudando um governo privatizador. Mas vamos ver até onde vai o gesto “altruísta” destas empresas.

farmaceuticas-doria-02

Esperem lá um momento, com menos de um ano de vencimento as farmacêuticas não podem vender estes medicamentos e eles precisam ser incinerados. Não podem ir para o mercado e elas, portanto, não podem lucrar com isso. Só que a rede pública aceita medicamentos com prazo de até seis meses de validade.

Ou seja, um medicamento que tem um prazo de validade de 11 meses e 29 dias (inferior a um ano) e que teria que ser incinerado de qualquer jeito (não podendo ir pro lixo), vai ser “doado”, o que parece algo muito bom. Mas não vai ser doado nem pra mim e nem pra você, que precisa do medicamento. Por um motivo bastante óbvio: Doações pagam ICMS.

Na publicidade diz que vai ser doado para o novo garoto propaganda do PSDB, João Doria. Mas as empresas vão doar assim simplesmente? Claro que não, as empresas não são bobas e na hora de faturar, de obter algum lucro, elas sabem em quem investir e com quem negociar. Vejam:

farmaceuticas-doria-03

Percebem agora a artimanha tramada envolvendo o governador Geraldo Alckmin (também do PSDB)?

As empresas não estão doando nada, elas estão ganhando 18% sobre aquilo que seria incinerado. Na realidade, estão vendendo algo que iria para o “lixo”.

Mas os truques da propaganda não terminam por aqui não.

farmaceuticas-doria-04

Olhe bem para esta sopa feita no caldeirão do diabo. Estas farmacêuticas além de conseguirem aumentar seus lucros com a venda de produtos destinados para a incineração, agora vão poder vender seus produtos pelo preço que elas quiserem, pois foi feito um acordo entre o novo garoto propaganda do PSDB, o governador do PSDB e as farmacêuticas.

E a explicação dada foi esta:

farmaceuticas-doria-05

Agora o que é mais preocupante é esta outra notícia:

farmaceuticas-doria-06

E para entender a minha preocupação recomendo a leitura deste texto publicado no site Nova Cultura e que extraio o último capítulo:

farmaceuticas-doria-07

Pouca gente sabe quem foi o Dr. Hans Nieper

Acredito que tive conhecimento do Dr. Nieper há mais de 20 anos, quando estudava alguns fenômenos da física e me deparei com o seu conceito de “Teoria da Blindagem Gravitacional”. Como sou espiritualista, desde muito tempo estudo vários fenômenos que vão além dos explicados pela ciência oficial, também conhecida como ciência convencional ou ciência materialista.

Depois ter contato com alguns textos, documentários e vídeos, de pessoas como Nieper, Tesla e Leedskalnin, as estrelas de Einstein e Thomas Edison ficaram ofuscadas para mim.

De um tempo para cá retomei meus estudos sobre este fascinante e curioso homem, só que desta vez aprendendo um pouco sobre a sua contribuição, o seu legado na área da saúde. E posso garantir à vocês que não foi pouca coisa deixada pelo Dr. Nieper.

Ele sofreu muito para quebrar vários tabus e paradigmas das mentes retrógradas da época, principalmente das pessoas que insistiam em não aceitar o novo, o desconhecido. A indústria farmacêutica foi uma das que lutou contra as ideias e contra as invenções do Dr. Hans Nieper. E por um motivo bastante óbvio, os tratamentos não convencionais do Dr. Nieper, afetava diretamente no lucro desta poderosíssima indústria.

Recentemente, até os defensores da fosfoetanolamina sintética no Brasil, resolveram criticar os trabalhos do Dr. Hans Nieper. E fazem isso sem estudo e sem base alguma. E o que é pior, ao criticarem os trabalhos e estudos do Dr. Hans Nieper, estão entrando no jogo financeiro da indústria farmacêutica, que eu chamo de indústria da morte, e que é contra o lançamento da fosfoetanolamina sintética em solo nacional.

E para reparar um pouco esta injustiça contra um homem que fez tanto pela humanidade, traduzi e publiquei um texto contanto um pouco da história de vida de um homem curioso, que estava muito além do seu tempo.

Acessem o texto clicando aqui: https://curandocancer.wordpress.com/nieper/

Dilma Rousseff sanciona a fosfoetanolamina

Uma grande vitória para a medicina nacional, para o Dr. Gilberto Chierice e toda a sua equipe e principalmente para todos os pacientes oncológicos e seus familiares.

Tenho absoluta certeza de que os espíritos da minha avó Corina e da minha tia Nilza, que infelizmente não tiveram a oportunidade de conhecer este medicamento, devem estar agora regozijando por mais esta etapa vencida e que beneficiará muitas pessoas.

Parabéns Brasil! Parabéns aos nossos pesquisadores! E parabéns a todos aqueles que, de uma forma ou de outra, lutaram para que este sonho, esta última esperança se tornasse realidade.

A fosfoetanolamina dentro do labirinto político brasileiro

Ontem (30/03) os que acompanham as notícias relacionadas à fosfoetanolamina sintética ficaram chocados com a notícia de que o professor Gilberto Chierice foi acusado por curandeirismo pela USP.

Dentre as várias mensagens de consternação que pude ler na blogosfera, de pacientes oncológicos e seus familiares, que lutam pela liberação da fosfoetanolamina, algumas me chamaram a atenção. Eis aqui duas mensagens:

Meus Deus, eles só pensam no lucro da indústria farmacêutica

Um homem que só procurou salvar a vida de milhões de brasileiros, agora é acusado por curandeirismo

Mas o que me chamou mais a atenção não foram as mensagens em si, mas sim o viés político de quem manifestou muitas destas mensagens. O que demonstra muita ignorância de uma parte e uma completa lavagem cerebral de outra.

Tentarei realizar a árdua tarefa de explicar algumas armadilhas políticas para ver se alguns possam compreender e encontrar uma saída para este labirinto em que a fosfoetanolamina se encontra. Aos ignorantes restam-lhes ainda esperanças. Aos que sofreram uma lobotomia pela mídia, infelizmente para estes nada mais há o que se fazer.

Indústria Farmacêutica

Muitos sabem e outros já começam a desconfiar que a indústria farmacêutica é a grande interessada pelo fracasso da fosfoetanolamina. O que pouca gente sabe é que esta indústria financia a maioria dos nossos políticos. E ai daqueles políticos que não obedecem as regras ditadas por ela. Pois aos que desobedecem se inicia uma verdadeira “caça às bruxas”.

A Mídia

Muitos sabem e outros já começam a desconfiar que a mídia (estou falando das grandes mídias corporativas deste país e do mundo) é na verdade a porta-voz da indústria farmacêutica, uma espécie de vitrine sem etiqueta de preço. É ela que leva para os nossos lares os caros e ineficazes “remédios” que a indústria farmacêutica fabrica. Mas ela é também responsável por bloquear, difamar, chantagear tudo aquilo que for contra os interesses da indústria.

Os Políticos

Estes são os que recebem as suntuosas quantias de dinheiro para aprovar este ou aquele projeto. Eles também são condecorados pela mídia, recebem destaques nos jornais, ganham prêmios, dão entrevistas pagas e passam a ganhar muito dinheiro dando palestras e conferências. Os que não cumprirem a cartilha da indústria podem ser impedidos de exercer o seu papel na política, verbas são cortadas e a sua reputação, a sua dignidade e honra são enxovalhados pela mídia. Caem no esquecimento.

Os Médicos

Estes estão na mesma categoria dos políticos. Se cumprem a cartilha da indústria, recebem prêmios e mais prêmios. Participam de congressos com tudo pago, congressos estes que mais parecem férias “all inclusive” numa praia do Caribe. Agora se não cumprem a cartilha, esquece, mal conseguem manter um consultório de pé. E ser chamado de charlatão e ter que dar explicação à polícia é o mínimo que pode acontecer com o médico que ousa desafiar o sistema.

O Povo

Este é o que paga a conta de todos os que estão acima. Este é o verdadeiro prejudicado. O que sofre, o que têm os bolsos esvaziados, o que morre por acreditar e dar um voto de confiança nos de cima.

Sendo assim, preciso se torna informar ao povo para onde vai o seu dinheiro. “Follow the money” é uma expressão em inglês que significa: Siga o dinheiro. Porque ele deixa rastros.

Quem mais se beneficia?

O que pouca gente sabe é que das 10 maiores indústrias farmacêuticas do mundo, 5 são americanas. As outras 5 estão espalhadas no continente europeu. Então mais do que qualquer outro país, são os EUA os que têm um forte interesse para que a fosfoetanolamina não seja aprovada no Brasil.

Como eles atuam?

Basicamente eles atuam através de duas frentes: da mídia e de certos políticos. A mídia e os políticos atuam de forma previamente coordenada. Vejamos o exemplo mais recente.

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, vai visitar a região onde a fosfoetanolamina era fabricada. Neste mesmo dia, paralelamente à visita de Alckmin, a polícia civil da região solicita ou leva o dr. Gilberto para prestar depoimento. De acordo com o G1: “O pesquisador foi chamado para prestar depoimento na delegacia na tarde desta quarta-feira (30)

E era o que bastava para a Globo criar uma reportagem completamente tendenciosa, como sempre fez, faz e continuará fazendo, com o seguinte título

E ao mesmo tempo colocam o governador Alckmin como o bom mocinho, aquele que está lutando desesperadamente pela liberação da fosfoetanolamina.


Semelhanças com o cenário político

Quem não se deixa levar pela dicotomia coxinha versus petista, terá mais chances de perceber as semelhanças.

Na frase que escolhi acima, onde diz “um homem que só procurou salvar a vida de milhões de brasileiros”, pode ser atribuída a um ex presidente que procurou tirar milhões de brasileiros da miséria, evitando que eles morressem de fome. E do que foi acusado este ex presidente? Quantas vezes a polícia não esteve em sua casa e na de seus filhos? Quantas vezes a Globo, Estadão, Folha e Veja não colocaram as suas matérias tendenciosas para atacar a honra não só do ex presidente mas também da atual presidente da República?

Para os donos do Capital, investir em pobres é crime e quem comete tal “erro” deve pagar muito caro por isso

Agora identifique os pontos chave, junte e ligue-os uns aos outros e verá o mesmo cenário se repetir uma e outra vez.

Pergunto:

Os médicos de bata branca e o CRM protestaram contra os médicos cubanos? Pois saibam que agora eles protestam contra a fosfoetanolamina.

O Globo, Estadão, Folha e Veja se uniram para difamar Lula e Dilma? Pois saibam que agora eles estão unidos também para falarem mal do dr. Gilberto Chierice e toda a equipe dele.

Alguém por acaso ignora a condução coercitiva sofrida pelo nosso ex presidente? Resta agora apurar porque o dr. Gilberto teve que ir depor no mesmo dia que Alckmin estava na região. Será que ele também foi levado coercitivamente?

De uma coisa eu estou certo, se a Globo e certos políticos conseguirem, através do Capital Financeiro Internacional, derrubar a presidenta Dilma, eles vão também conseguir silenciar o dr. Gilberto e toda a sua equipe.

O futuro da fosfoetanolamina não depende só da sanção da presidente Dilma, vai depender também dela conseguir se manter no poder e do Lula ser reeleito em 2018. Ambos, Dilma e Lula, sofreram na própria pele o que é ter esta enfermidade.

Até 2018 muita coisa ainda vai rolar. E a Globo já deu umas pistas de como vai ser o ataque. Que a equipe da fosfoetanolamina esteja preparada. Vem chumbo grosso por ai.

Bibliografia:

http://nfde.xyz/7e2e

http://nao.usem.xyz/7i51

Se já estava difícil conseguir a fosfoetanolamina por liminar, pode ser que agora fique difícil também de importar

No nosso artigo de ontem, comentamos que o projeto de lei que foi encaminhado para o Senado e que trata da fosfoetanolamina sintética, não seria muito interessante para os usuários que necessitam deste composto, que foi desenvolvido na Universidade de São Carlos, São Paulo, pela equipe do professor Gilberto Chierice.

O artigo de hoje é uma continuação do de ontem e queremos mostrar que o referido projeto de lei também não interessa muito para quem faz uso da fosfoetanolamina importada.

Hoje só é possível conseguir a fosfoetanolamina sintética, no Brasil, através de liminares que tardam meses. Isto quando elas não são suspensas. De acordo com depoimentos mais recentes, a maioria das liminares estão sendo suspensas, aumentando ainda mais o sofrimento dos pacientes oncológicos e de seus familiares.

Uma solução que alguns pacientes tiveram, para enfrentar a longa fila de espera das liminares, foi importar a fosfoetanolamina sintética, que no exterior recebe o nome EAP ou 2-AEP.

Só que com o novo projeto de lei (PLC 3/2016), importar pode ser que fique cada vez mais difícil. Até os dias de hoje, importar fosfoetanolamina não tem tido grandes problemas, por se tratar de um complemento nutricional. Só que com a aprovação da nova lei, pode ser que a ANVISA não libere mais a importanção deste composto, já que agora vai ter uma lei específica tratando deste assunto.

Vejamos o que diz a lei:

Ela diz que a produção, distribuição e a importação, só vai ser permitida agora, em caráter especial, enquanto os testes estiverm em andamento. Se passar nos testes, beleza, tudo uma maravilha, a produção, distribuição e a importação, deixa de ser em caráter especial e passa a ser definitiva, mas… quase sempre tem um mas…

Agora prestem muita atenção no parágrafo único:

Somente quem vai poder produzir, distribuir e importar a fosfoetanolamina serão os agentes regularmente autorizados e licenciados pela autoridade sanitária competente.

Como uma forma de precaução, para os que tiverem importando a fosfoetanolamina, então seria melhor aumentar o estoque, já que o seguro morreu de velho.

Pode ser que nada de diferente ocorra, que tudo continue transcorrendo na maior normalidade depois que esta nova lei for aprovada, mas em se tratando dos enormes lucros da indústria farmacêutica, é melhor ficarmos todos precavidos.