Mamãe falei merda no Pânico

Normamenlte quando uma pessoa “fala uma merda” é porque ela diz algo que não deveria ter dito ou porque ela se contradiz naquilo que ela fala ou que diz acreditar. E não vejo pessoas melhores para falarem merda, do que aquelas que se dizem libertárias. E para mim é uma grande incoerência alguém que se julga ser um libertário e ao mesmo tempo começa a ganhar espaço nas mídias tradicionais do sistema. Pois o sistema quer o controle absoluto de tudo.

Se para mim é algo muito indigesto assistir um programa ou ouvir uma rádio como os do integrantes do Pânico, imaginem quando o entrevistado é conhecido por seus vídeos no Youtube através de um canal chamado Mamãe Falei e que doravante passo a chamar, carinhosamente, de mamãe falei merda.

Vamos à entrevista, onde coloco um link para os pontos específicos da conversa. E de quase uma hora e quinze minutos de entrevista, confesso que os primeiros quinze minutos foi de embrulhar o estômago e parei por aí.

13:30Eu acho bacana o pessoal estudar sobre liberalismo, que é basicamente isso, a gente se livrar do Estado em todos os aspectos, econômicos e também comportamentais“.

14:00A diferença básica dos EUA para o Brasil:

Como nos EUA o voto é facultativo, então eles prezam para o extremismo, que é para tirar o cara de casa… O pessoal do meio é mais difícil de você atingir. Eu acho que como aqui no Brasil infelizmente a gente ainda tem o voto obrigatório, eu acho que essa massa de manobra é muito mais fácil de você manobrar, então eu acho que aqui na verdade a gente consegue com menos extremismo, informar mais o pessoal e fazer o pessoal votar um pouco mais consciente“.

Esperem lá, vamos tentar desfazer este imbróglio aqui, que mais tá parecendo uma mistura de vatapá com dobradinha, feijoada e buchada de bode. Algo muito indigesto, quando se mistura as coisas.

O mamãe falei merda, que se considera um liberal até do comportamento, diz que o Estado, na opinião dele e de outros liberalistas, deve ser nulo, zero, niente. Ele concorda que nos EUA, o paraíso dos coxinhas na visão desta galera que libera geral, o voto é facultativo. Ou seja, que você não é obrigado a votar.

E se você não é obrigado a votar, isso implica que você tem mais liberdade, certo? Errado!

E quem diz isso não sou eu não, é o próprio mamãe falei merda. Recaptulando o que ele disse: se você tem mais liberdade para votar (ou deixar de votar), facultativamente, então você tende a ir para o lado do extremismo, como é o caso dos EUA.

Na visão do mamãe falei merda o Brasil “infelizmente” (palavra dele e grifo nosso) ainda tem o voto obrigatório.

Mas isso é bom ou ruim? Deve estar se perguntando o leitor mais atento.

Quem diz “infelizmente”, então deve considerar o voto obrigatório como algo ruim, certo? Errou de novo!

Porque “na verdade a gente (do Brasil) consegue com menos extremismo, informar mais o pessoal e fazer o pessoal votar um pouco mais consciente”.

Viram que maravilha? O Estado te obrigando a votar, te ajuda a votar com menos extremismo, que por si só já é uma coisa excelente, e consegue informar mais o pessoal e este passa a votar mais consciente.

Mas vamos continuar, que o mamãe falei merda tem mais merda para falar ou mais merda para esconder.

15:20 O que eu acho que fez o Lula ganhar foi populismo barato, foi guerra de retórica e ele ganhou. Porque o Lula é típico cara que tem forma e não tem conteúdo. Ele sabe falar, ele sabe cativar, só que o cara não tem conteúdo.

15:34 O entrevistador pergunta: quem tem conteúdo?

Repare na evaziva do mamãe falei merda:

É difícil, essa resposta é difícil cara. A gente deve pesquisar e buscar quem que você acha que te representa.”

Então ele sabe criticar o Lula mas não sabe colocar um contraponto? Ou será que agora ele tem vergonha de falar do Aécio Neves?

Mas ele foi pego logo a seguir em outra pergunta que o deixou em outra saia justa.

15:42 Quem te representa?

É difícil de falar cara, essa pergunta que eu acho que é a mais difícil cara.”

Ele teria sido mais sincero nesta entrevista se tivesse dito que o bandido do Aécio Neves o representava e que agora está buscando um novo representante, talvez um candidato mais pastoso e escorregadio, à doriana.

Mas continuemos que o mamãe falei merda tem mais coisas a revelar.

15:55Eu acho que quando você responde de bate-pronto, eu acho que você está muito mais sujeito ao erro do que você falar assim: posso pensar melhor?

Mas alto lá, o canal do mamãe falei merda não faz justamente isso? Forçar as pessoas a darem uma resposta no “bate-pronto”?

Ele acaba de revelar a estratégia que usa em suas “famosas entrevistas”. Para mim nunca foi uma novidade esta estratégia utilizada por ele, tanto é que os meus amigos que me conhecem mais de perto sabem que não discuto ou procuro não discutir política pessoalmente, justamente por não ter em mãos todos os dados necessários para dar uma resposta mais embasada.

E qual deveria ser a resposta para todas as perguntas do mamãe falei merda?

Resposta: Posso pensar melhor?

Anúncios