A fosfoetanolamina dentro do labirinto político brasileiro

Ontem (30/03) os que acompanham as notícias relacionadas à fosfoetanolamina sintética ficaram chocados com a notícia de que o professor Gilberto Chierice foi acusado por curandeirismo pela USP.

Dentre as várias mensagens de consternação que pude ler na blogosfera, de pacientes oncológicos e seus familiares, que lutam pela liberação da fosfoetanolamina, algumas me chamaram a atenção. Eis aqui duas mensagens:

Meus Deus, eles só pensam no lucro da indústria farmacêutica

Um homem que só procurou salvar a vida de milhões de brasileiros, agora é acusado por curandeirismo

Mas o que me chamou mais a atenção não foram as mensagens em si, mas sim o viés político de quem manifestou muitas destas mensagens. O que demonstra muita ignorância de uma parte e uma completa lavagem cerebral de outra.

Tentarei realizar a árdua tarefa de explicar algumas armadilhas políticas para ver se alguns possam compreender e encontrar uma saída para este labirinto em que a fosfoetanolamina se encontra. Aos ignorantes restam-lhes ainda esperanças. Aos que sofreram uma lobotomia pela mídia, infelizmente para estes nada mais há o que se fazer.

Indústria Farmacêutica

Muitos sabem e outros já começam a desconfiar que a indústria farmacêutica é a grande interessada pelo fracasso da fosfoetanolamina. O que pouca gente sabe é que esta indústria financia a maioria dos nossos políticos. E ai daqueles políticos que não obedecem as regras ditadas por ela. Pois aos que desobedecem se inicia uma verdadeira “caça às bruxas”.

A Mídia

Muitos sabem e outros já começam a desconfiar que a mídia (estou falando das grandes mídias corporativas deste país e do mundo) é na verdade a porta-voz da indústria farmacêutica, uma espécie de vitrine sem etiqueta de preço. É ela que leva para os nossos lares os caros e ineficazes “remédios” que a indústria farmacêutica fabrica. Mas ela é também responsável por bloquear, difamar, chantagear tudo aquilo que for contra os interesses da indústria.

Os Políticos

Estes são os que recebem as suntuosas quantias de dinheiro para aprovar este ou aquele projeto. Eles também são condecorados pela mídia, recebem destaques nos jornais, ganham prêmios, dão entrevistas pagas e passam a ganhar muito dinheiro dando palestras e conferências. Os que não cumprirem a cartilha da indústria podem ser impedidos de exercer o seu papel na política, verbas são cortadas e a sua reputação, a sua dignidade e honra são enxovalhados pela mídia. Caem no esquecimento.

Os Médicos

Estes estão na mesma categoria dos políticos. Se cumprem a cartilha da indústria, recebem prêmios e mais prêmios. Participam de congressos com tudo pago, congressos estes que mais parecem férias “all inclusive” numa praia do Caribe. Agora se não cumprem a cartilha, esquece, mal conseguem manter um consultório de pé. E ser chamado de charlatão e ter que dar explicação à polícia é o mínimo que pode acontecer com o médico que ousa desafiar o sistema.

O Povo

Este é o que paga a conta de todos os que estão acima. Este é o verdadeiro prejudicado. O que sofre, o que têm os bolsos esvaziados, o que morre por acreditar e dar um voto de confiança nos de cima.

Sendo assim, preciso se torna informar ao povo para onde vai o seu dinheiro. “Follow the money” é uma expressão em inglês que significa: Siga o dinheiro. Porque ele deixa rastros.

Quem mais se beneficia?

O que pouca gente sabe é que das 10 maiores indústrias farmacêuticas do mundo, 5 são americanas. As outras 5 estão espalhadas no continente europeu. Então mais do que qualquer outro país, são os EUA os que têm um forte interesse para que a fosfoetanolamina não seja aprovada no Brasil.

Como eles atuam?

Basicamente eles atuam através de duas frentes: da mídia e de certos políticos. A mídia e os políticos atuam de forma previamente coordenada. Vejamos o exemplo mais recente.

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, vai visitar a região onde a fosfoetanolamina era fabricada. Neste mesmo dia, paralelamente à visita de Alckmin, a polícia civil da região solicita ou leva o dr. Gilberto para prestar depoimento. De acordo com o G1: “O pesquisador foi chamado para prestar depoimento na delegacia na tarde desta quarta-feira (30)

E era o que bastava para a Globo criar uma reportagem completamente tendenciosa, como sempre fez, faz e continuará fazendo, com o seguinte título

E ao mesmo tempo colocam o governador Alckmin como o bom mocinho, aquele que está lutando desesperadamente pela liberação da fosfoetanolamina.


Semelhanças com o cenário político

Quem não se deixa levar pela dicotomia coxinha versus petista, terá mais chances de perceber as semelhanças.

Na frase que escolhi acima, onde diz “um homem que só procurou salvar a vida de milhões de brasileiros”, pode ser atribuída a um ex presidente que procurou tirar milhões de brasileiros da miséria, evitando que eles morressem de fome. E do que foi acusado este ex presidente? Quantas vezes a polícia não esteve em sua casa e na de seus filhos? Quantas vezes a Globo, Estadão, Folha e Veja não colocaram as suas matérias tendenciosas para atacar a honra não só do ex presidente mas também da atual presidente da República?

Para os donos do Capital, investir em pobres é crime e quem comete tal “erro” deve pagar muito caro por isso

Agora identifique os pontos chave, junte e ligue-os uns aos outros e verá o mesmo cenário se repetir uma e outra vez.

Pergunto:

Os médicos de bata branca e o CRM protestaram contra os médicos cubanos? Pois saibam que agora eles protestam contra a fosfoetanolamina.

O Globo, Estadão, Folha e Veja se uniram para difamar Lula e Dilma? Pois saibam que agora eles estão unidos também para falarem mal do dr. Gilberto Chierice e toda a equipe dele.

Alguém por acaso ignora a condução coercitiva sofrida pelo nosso ex presidente? Resta agora apurar porque o dr. Gilberto teve que ir depor no mesmo dia que Alckmin estava na região. Será que ele também foi levado coercitivamente?

De uma coisa eu estou certo, se a Globo e certos políticos conseguirem, através do Capital Financeiro Internacional, derrubar a presidenta Dilma, eles vão também conseguir silenciar o dr. Gilberto e toda a sua equipe.

O futuro da fosfoetanolamina não depende só da sanção da presidente Dilma, vai depender também dela conseguir se manter no poder e do Lula ser reeleito em 2018. Ambos, Dilma e Lula, sofreram na própria pele o que é ter esta enfermidade.

Até 2018 muita coisa ainda vai rolar. E a Globo já deu umas pistas de como vai ser o ataque. Que a equipe da fosfoetanolamina esteja preparada. Vem chumbo grosso por ai.

Bibliografia:

http://nfde.xyz/7e2e

http://nao.usem.xyz/7i51

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s