Não existe um consenso no número de mortos no último atentado de Paris e alguns relatos não estão coincidindo

 

Se alguém te perguntar, quantas pessoas morreram no último atentado de Paris, o que você responderia?

Sua resposta talvez se baseie em alguns destes números:

CNN 13/11/15 5:27 PM

Link da foto

Na imagem abaixo, podemos notar que a contagem dos mortos continua e que algumas horas depois teve um aumento no número de mortos que já haviam sido encontrados. Até aqui nenhum problema.

CNN 13/11/15 7:14 PM

Link da foto

O problema começa agora. Quase três dias depois dos atentados, a mesma fonte, CNN, que havia recebido a contagem de 149 e depois de 153, agora nos fornece a informação de que são 129 mortos.

O que isso tudo significa? Alguns voltaram a viver? Foram mal contados? Confundiram mortos com feridos? E os familiares dessa gente, o que será que pensa de tudo isso? Quanta alegria ao saber que um parente que foi dado como morto, agora se encontra vivo. E porque será que eles não noticiaram tal fato?

Outra coisa que andei investigando foi sobre o britânico que morreu dentro do Bataclan, Nick Alexander. Talvez por ser britânico e por estar relacionado com a banda que tocava no Bataclan, percebi que sua morte recebeu um certo destaque nas mídias internacionais.

Mas quem é Nick?

Nick é de Colchester, Essex, Reino Unido e tinha 36 anos. Ele estava em Paris, porque era o gerente de Merchandising da banda Eagles of Death Metal, que tocou no Bataclan na noite de sexta-feira 13. A mídia nos diz que Nick morreu no atentado. Mas morreu nos braços de alguém. Não nos braços de alguém qualquer, mas nos braços daquela que foi sua namorada, Helen Wilson. E antes dele morrer ela ainda tentou ressuscitá-lo, fazendo respiração boca-a-boca.

A mídia adora estas estórias.

Helen Jane Wilson, de 49 anos, ao ver que Nick não respirava mais disse (de acordo com o jornal The Telegraph):

Eu segurei ele em meus braços e disse que o amo. Ele foi o amor da minha vida.” Tudo isso aparentemente depois das 21:45 e dela levar tiros em ambas as pernas (nas coxas) e com a chegada da polícia e da ambulância ela foi hospitalizada, precisando tomar transfusão de sangue.

Nick havia convidado sua ex, Helen, para estar com ele neste concerto.

A estória é muito comovente e está cheio de apelos sentimentais, a não ser por alguns detalhes:

Polina Buckley, 24 anos, é a namorada de Nick Alexander. Ela, ao que tudo indica, mora nos Estados Unidos e a úlima foto deles juntos, registrado em seu Instagram, foi aproximadamente há um ano e meio.

Moi and my English muffin waiting to see Dolly Parton

A post shared by Polina Buckley (@polinabuckley) on

Polina em sua conta do Twitter diz: “Você é e sempre será o amor da minha vida, Nick Alexander”.

Quanto a Helen, a que segurou Nick em seus braços e que também disse que ele era o amor da vida dela e que levou tiros em suas pernas, os seus amigos do Facebook queriam saber do seu paradeiro, pois ela havia postado uma mensagem de que estaria no concerto do Eagles of Death Metal, no Bataclan.

Um dos seus amigos no Facebook, Cedric Chazaud, depois de escrever uma mensagem na timeline da amiga, às 22:33h, dizendo-lhe para dar algum sinal de que estaria bem, finalmente obteve uma resposta dela, alguns minutos depois. Às 22:57h, o que foi praticamente uma hora depois de Helen ter levado os tiros, ela informa ao seu amigo, Cedric Chazaud, via mensagem, de que estava ferida nas pernas, mas que entretanto o seu amigo havia falecido.

O curioso nesta estória toda é que Cedric envia outra mensagem via Facebook para todos os outros amigos que ele e Helen têm em comum com os seguintes dizeres:

“O seu empregado Nick, morreu em seus braços”

Seria então o Nick apenas um amigo, ex-namorado ou funcionário da Helen Wilson? Ou ele seria ele tudo isso ou nada disso?

Bibliografia

http://www.telegraph.co.uk/news/worldnews/islamic-state/11995836/Paris-attacks-who-are-the-victims.html

http://www.rollingstone.com/music/news/eagles-of-death-metal-merch-manager-nick-alexander-killed-in-paris-attack-20151114

https://www.facebook.com/helen.j.wilson.37

https://twitter.com/polinabuckley

Anúncios

Uma opinião sobre “Não existe um consenso no número de mortos no último atentado de Paris e alguns relatos não estão coincidindo

  1. Pingback: Mortos no Bataclan começam a ressuscitar | Marden Carvalho

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s