Será que jornalistas do SBT estão sendo afastados do Jornal da Massa por fazerem críticas ao PT?


Existem incontáveis farsas e boatos que circulam na internet. Na timeline do meu Facebook me deparo com algumas diariamente. Sempre que vejo “notícias” que para mim soam como boatos, procuro fazer uma consulta em blogs como e-farsas.com e boatos.org para sanar minhas duvidas. E caso não encontre nada nestes blogs ou noutros semelhantes, as vezes faço a investigação por conta própria.

Quando é uma farsa ou boato político, nem sempre é tão fácil de saber que não se trata de notícia verdadeira. Isso porque no viés político, as farsas não apenas circulam na internet, mas também pululam as notícias dos jornais impressos e televisivos. E para piorar, há poucos blogs, sem partidarismos, que se dedicam no descobrimento de farsas políticas.

Assim como aqueles que compartilham as farsas religiosas na internet, por acreditarem que estão compartilhando uma notícia verdadeira, que vai ao encontro de suas crenças e filosofias, aqueles que compartilham uma farsa política, também acreditam se tratar de uma notícia e não um boato, e sentem-se, na maioria das vezes, ofendidos quando alguém lhes revelam a verdade. Portanto, a notícia que vem a desmentir o boato divulgado, cai-lhes como um balde de água fria a desmoronar o castelo de areia dos seus sonhos ideológicos.

Vou dar um exemplo prático.

Recentemente tenho visto, na timeline do meu Facebook, um vídeo que alguns amigos estão compartilhando. O link aparece como na imagem a seguir.

Este vídeo está sendo divulgado numa página do Facebook chamada TV Revolta. Neste vídeo, como vocês poderão conferir na imagem logo abaixo, há duas mensagens que certamente pode induzir, o leitor desavisado, a tirar uma conclusão falsa da realidade.

“Internautas criam petição pedindo retorno de jornalistas afastados de jornal após críticas a Dilma:”

“Jornalista que humilhou defensor de Dilma e famoso por críticas a políticos é dispensado do Jornal da Massa:”

Com frases de impacto como estas, é claro que muita gente chega a acreditar que estamos indo a caminho de uma ditadura. E a primeira vista, é isso o que realmente parece. Mas nem tudo o que parece realmente é de fato.

Então vamos aos fatos:

1) Na própria declaração de Paulo Eduardo Martins, ele não diz ter sido afastado do Jornal da Massa por questões políticas, nem por criticar o Governo Dilma, ou por represálias de qualquer espécie. O que houve foi uma mudança na programação do Jornal onde ele trabalhava.

2) Em uma entrevista concedida ao repórter Sandro Nascimento, no NaTelinha, da UOL, ele põe luz sobre os boatos que circulam sobre o seu afastamento:

– Então, um cidadão formador de opinião que trabalha em alguma empresa e que seja um crítico ferrenho do governo (seja de que partido for), ao ser despedido de suas funções na empresa em que trabalhava, pode dar a entender (para qualquer desavisado) de que ele foi despedido por causa das críticas que fazia?

Sim, pode! E realmente alguém pode ser demitido por causa de suas opiniões, mas também pode ser que sua demissão não tenha nada a ver com as opiniões emitidas e sim por outras razões completamente diferentes. Como foi o caso deste apresentador, que foi afastado do Jornal onde trabalhava, não por causa de suas críticas ao Governo Dilma e sim por mudanças internas dentro do Jornal.

Portanto, a notícia é Falsa!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s