Consumidores devem se unir para lutar contras as empresas que vêm prestando desserviço e desrespeito a população

Não é de hoje que os usuários dos serviços públicos e consumidores brasileiros são desrespeitados em todas as cidades brasileiras. Muitos, na maioria das vezes, desistem de fazer uma denúncia por acreditarem que não vai dar em nada ou simplesmente para evitar as longas filas que têm que enfrentar para serem atendidos. Isso quando são atendidos. Mas com os avanços tecnológicos e a internet se disseminando cada vez mais em solo nacional, ainda que em ritmo de tartaruga no quesito velocidade de navegação, pouco a pouco o brasileiro vai tendo novas ferramentas para protestar e denunciar.

Acredito que cada vez mais está ficando mais difícil para essas empresas continuarem com o total descaso como vinham fazendo. Felizmente para nós usuários/consumidores. Tomemos por exemplo a empresa de telefonia OI, que nos últimos anos vem sendo a campeã de denúncias no Procon por parte dos consumidores de todos os estados brasileiro e que em algumas cidades lidera o ranking de reclamações há mais de sete anos, como é o caso da cidade de João Pessoa na Paraíba. A OI vem sofrendo nos últimos anos multas altíssimas mas que pouco ou quase nenhum resultado vem sendo percebido pelos consumidores. É porque essas empresas líderes de reclamações vêm criando fundos financeiros para arcar com as possíveis multas que possam vir a sofrer, de acordo com o que foi explicado por Alexandre Rezende, superintendente do Procon no estado de Mato Grosso do Sul.

Mas o meu intuito ao escrever este artigo não era o de ficar comentando delongadamente sobre os péssimos serviços e produtos oferecidos por estas companhias, pois acredito que os consumidores já estão cansados de saber e esperar, mas sim em buscar um meio de tentar atacar o problema.

1ª Lição: A primeira lição que poderemos dar nessas empresas seria mexendo no “bolso” delas. Mas como nem sempre é possível deixar de pagar pelo desserviço de algumas delas, já que a maioria se blindam através de contratos que sempre as favorecem, então nós consumidores temos que procurar conhecer nossos direitos e exigi-los sempre, o que pode resultar inclusive de alguma indenização financeira. E isso só conseguiremos executando a lição seguinte.

2ª Lição: A segunda lição que poderemos dar nessas empresas seria denunciá-las. É preciso deixar de lado uma certa apatia que o povo brasileiro tem na hora de protestar. Felizmente isso é algo que vem mudando nos últimos anos. É preciso que todos estejamos engajados em fazer uma denúncia e incentivar nossos amigos e familiares a fazer o mesmo. A seguir colocaremos alguns endereços onde qualquer cidadão ou cidadã (variando apenas os órgão de acordo com cada estado ou cidade) pode e deve formalizar a sua denúncia:

Conheça seus direitos, clique aqui e baixe a cartilha do consumidor de 2013

Lista alfabética dos Procons das cidades brasileiras separadas por estados

Site do Procon-MG (infelizmente parece que está fora do ar)

Facebook e Twitter do Procon-MG

Formulário do Procon-MG (cadastrar manifestação)

E-mails do Procon-MG: procon@mp.mg.gov.br ou proconinfo@mp.gov.br

Denuncie na Anatel se sua queixa é sobre telefonia, TV a cabo ou Internet

Ouvidoria do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos territórios

Lista dos juizados especiais do interior de Minas Gerais

Caso tenha sofrido algum desrespeito por parte dos atendentes pelo SAC, denuncie ao Ministério da Justiça.

Se o seu produto ou serviço adquirido não condiz com a propaganda veiculada nos meios de comunicação, então faça uma denuncia ao CONAR.

3ª Lição: A terceira lição que poderemos dar nessas empresas seria “colocar a boca no trombone” denunciando os casos de desrespeito para um maior número de pessoas possíveis. E para isso devemos contar com as redes sociais, já que são grandes replicadores de conteúdo.

Site Reclame Aqui, sua página no Facebook e sua conta no Twitter.

Site Reclamao.com, sua página no Facebook e sua conta no Twitter.

Site Denuncio, sua página no Facebook e sua conta no Twitter.

Envie também sua reclamação para os jornais online que aceitam esse tipo de serviço. Lembre-se que quanto mais gente você avisar, melhor será para todos nós.

Denunciem e demonstrem a sua indignação e vamos mostrar que conectados somos mais fortes!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s